Maria Gadú, Gilberto Gil, Milton Nascimento Lamento Sertanejo (Forró do Dominguinhos) cover

Lamento Sertanejo (Forró do Dominguinhos)
by , &
Lyrics


Album
Released
Aug 5, 2013

Lamento Sertanejo (Forró do Dominguinhos) Lyrics

Song Meaning
Verse 1
Por ser de lá
Do sertão, lá do cerrado
Lá do interior do mato
Da catinga e do roçado
Eu quase não saio
Eu quase não tenho amigo
Eu quase que não consigo
Ficar na cidade sem viver contrariado
Verse 2
Por ser de lá
Na certa, por isso mesmo
Não gosto de cama mole
Não sei comer sem torresmo
Eu quase não falo
Eu quase não sei de nada
Sou como rês desgarrada
Nessa multidão, boiada caminhando à esmo
Verse 3
Por ser de lá
Do sertão, lá do cerrado
Lá do interior do mato
Da catinga e do roçado
Eu quase não saio
Eu quase não tenho amigos
Eu quase que não consigo
Ficar na cidade sem viver contrariado
Verse 4
Por ser de lá
Na certa, por isso mesmo
Não gosto de cama mole
Não sei comer sem torresmo
Eu quase não falo
Eu quase não sei de nada
Sou como rês desgarrada
Nessa multidão, boiada caminhando à esmo

Lyrics Licensed & Provided by LyricFind



YouTube
Spotify

What's Your Interpretation?

No Thoughts or Song Meanings Yet

Be the first to leave a thought.

Related Blog Posts


More Songs by Maria Gadú