Ogunté cover
Ogunté cover

Ogunté Lyrics Meanings
by Adriana Calcanhotto

1

Ogunté Lyrics

Essa obra de arte de Deus
Disse o pescador ao canal de notícias
Sobre o cardume prateado de sardinhas
Na Praia da Barra, no Rio de Janeiro

Crianças encalhadas na costa de Lesbos
Pacotes de cruzeiros pelas Ilhas Gregas
O plástico do mundo no peixe da ceia
O que será que cantam as tuas baleias?

Caixas pretas no fundo do Mar Negro
Atlântico salgado de lágrimas negras
Já não há Alepo, já não há Palmira
Que perfuram-te as entranhas atrás de óleo negro

Seguem teus cargueiros
Teus camaroeiros
Teus catamarãs

Essa obra de arte de Deus
Disse o pescador ao canal de notícias
Sobre o cardume prateado de sardinhas
Na Praia da Barra, no Rio de Janeiro

Crianças encalhadas na costa de Lesbos
Pacotes de cruzeiros pelas Ilhas Gregas
O plástico do mundo no peixe da ceia
O que será que cantam as tuas sereias?

Odoiá
Ogunté

Caixas pretas no fundo do Mar Negro
Atlântico salgado de lágrimas negras
Já não há Alepo, já não há Palmira
Que perfuram-te as entranhas atrás de óleo negro

Seguem teus cargueiros
Teus camaroeiros
Teus catamarãs

Odoiá
Ogunté

Writer(s): Adriana Calcanhotto
Copyright(s): Lyrics © Sony/ATV Music Publishing LLC
Lyrics Licensed & Provided by LyricFind

Ogunté Meanings

Be the first!

Post your thoughts on the meaning of "Ogunté".

End of content

That's all we got for #

What's Your Interpretation?

Attach an image to this thought

Drag image here or click to upload image

Lyrics Discussions

Hot Tracks


BOP
by DaBaby

0

22

Recent Blog Posts