A Seiva cover
A Seiva cover

A Seiva Lyrics Meanings
by Um Corpo Estranho

1

A Seiva Lyrics

A seiva seca a seu tempo
Do tronco o legado
Na folha caída
Despida
Da cor do passado

Olhos queimados de noite
De sombra em viagem
Ao pássaro ferido
Da queda aturdido
O céu lhe devolve a coragem

Em tudo o que é de mudar
Em tudo o que é de virar
Na força o que é de mover
No fim o que é de acabar

A fúria espreita no eixo
O peito resiste
O punho sustenta
A voz que rebenta
O eco persiste
Escapam-se escassos das chamas

Em rumos de mar
O sonho crepita
A esperança gravita
Que o sol brilha noutro lugar

Em tudo o que é de mudar
Em tudo o que é de virar
Na força o que é de mover
No fim o que é de acabar

Writer(s): Joao Miguel Marques Mota Dos Santos, Pedro Miguel Ferreira Franco
Copyright(s): Lyrics © Lusitanian
Lyrics Licensed & Provided by LyricFind

A Seiva Meanings

Be the first!

Post your thoughts on the meaning of "A Seiva".

End of content

That's all we got for #

What Does A Seiva Mean?

Attach an image to this thought

Drag image here or click to upload image

Latest Blog Posts
Lyrics Discussions
Hot Tracks
by Ricky Montgomery

0

240
Recent Blog Posts